Autor: Vivian Guinzani

Instituto Ronald McDonald participa do Setembro Dourado

Campanha visa alertar para o diagnóstico precoce do câncer infanto-juvenil Fonte por Redação NaTijuca O Instituto Ronald McDonald, instituição participante da Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer (CONIACC), participa da campanha Setembro Dourado. O objetivo é alertar para o diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil, que é a principal causa de morte por doença na faixa etária de zero a 18 anos. No Brasil, na década de 90, as chances de cura da doença que atinge crianças e adolescentes eram de 15%. Hoje, através do tratamento de adequado e o diagnóstico...

Leia mais

Moradores cobram abertura da Clínica da Família do Andaraí

Espaço na Rua Botucatu tinha previsão de inauguração para agosto do ano passado Fonte por Maurício Peixoto para Jornal O Globo Em dezembro de 2015, uma grande cerimônia organizada pela prefeitura lançava a pedra fundamental da Clínica da Família do Andaraí. O prazo da obra era de oito meses, com término previsto para agosto de 2016. Mais de um ano após a promessa, a unidade da Rua Botucatu 633 permanece fechada, deixando os moradores do entorno irritados com a demora. Nice Carvalho, presidente da Associação de Moradores do Grajaú, diz que visitou a clínica há cinco meses, constatando que...

Leia mais

Abraço Cultural abre inscrições para novas turmas

Com mais vagas, curso com professores refugiados, tem primeira unidade na Tijuca Fonte por Redação NaTijuca veja mais Medo de assaltos ronda Grande Tijuca Estão abertas as inscrições para as primeiras turmas regulares de 2017 do Abraço Cultural – Curso com Refugiados no Rio de Janeiro, e o novo semestre começa cheio de novidades. Os módulos desse período estão programados para acontecer de 6 de março a 1º de julho e, além das turmas na Zona Sul, haverá aulas em novo local. Estabelecido inicialmente no bairro de Botafogo – na Casa de Cultura Habonim Dror -, as classes chegam agora à Rua Conde de Bonfim, na Tijuca, sendo esse o primeiro endereço do projeto na Zona Norte da cidade. “O novo endereço amplia a quantidade de turmas e democratiza o acesso ao curso, uma vez que agora podemos receber alunos de mais partes da cidade. Por sua vez, mais turmas significam a contratação de mais professores, o que só fortalece essa corrente do bem de gerar oportunidades para que os refugiados possam recomeçar suas vidas com dignidade”, explica Tatiana Rodrigues, coordenadora do Abraço Rio. Os idiomas oferecidos são árabe, inglês, francês e espanhol, e estão disponíveis em diferentes níveis. No que diz respeito às turmas e turnos, mais boas notícias: as aulas, que, durante a semana, só eram possíveis no turno da noite, agora também terão espaço na parte...

Leia mais