Latas de lixo cheias na orla da Praia de Copacabana - Thiago Lontra / Agência O Globo

Audiência com a Comlurb na Justiça do Trabalho vai discutir acordo sobre reajuste.

RIO - Os garis, que estão em greve desde a sexta-feira, terão uma audiência com a Comlurb nesta quarta-feira, no Tribunal Regional do Trabalho (TRT). 

Nesta audiência os trabalhadores vão decidir se aceitam a proposta da prefeitura ou se permanecem em greve. A categoria reivindica aumento de 40%, além de reposição da inflação no período (março de 2014 a março de 2015) e acréscimo no adicional de insalubridade. A Comlurb oferece 3% de reajuste. O salário inicial de um gari do Rio hoje, com benefícios e adicional de insalubridade, chega a R$ 2.140, contra R$ 1.688 em São Paulo (para varrição) e de R$ 1.700 em Belo Horizonte.

Tento evitar passar perto dos lixos, mas de vez em quando é inevitável. É um problema para todos nós. Espero que seja resolvido logo.
Tatiane Quintão 

Nesta quarta-feira, sexto dia do movimento, o lixo acumulado nas ruas e calçadas do Centro e da Zona Sul da cidade atrapalha pedestres e incomoda moradores. Na Rua Humaitá, a montanha de lixo deixou a mãe de uma bebê de 7 meses irritada. Tatiane Quintão, de 36 anos, chegava ao bairro à procura de uma creche para a filha quando o carrinho da bebê agarrou em um dos sacos de lixo domiciliar.

- Tento evitar passar perto dos lixos, mas de vez em quando é inevitável. É um problema para todos nós. Espero que seja resolvido logo - disse.

 

Veja essa e outras matérias no Caderno Rio do NaTijuca.com