Rebeca Garbino, Consultora de Moda, explica as profissões da área

Ooi pessoal!

Tô de volta! Que saudade! Tantos assuntos pra conversar com vocês, tantas coisas pra falar!

Sério, quero falar de tudo, dos clipes da Taylor Swift que parecem desfiles de moda e de como aplicar no dia a dia se você não tem o corpo de modelo que ela tem, de vitrinas de natal, de roupas maneiras para as festas de final de ano! Mas, antes, deixa eu dar uma satisfação pra vocês, queridos leitores: fiquei sem escrever porque meu notebook quebrou, ficou no conserto pra sempre (exageeeero), e escrever no word do google é terrível. E tem mais um motivo, eu agora sou assistente de compras da empresa Animale, legal né?!

Mas, assistente de compras? O que faz isso, Becky?! E, foi depois de responder umas 10 vezes (por dia) essa pergunta que eu pensei num bom texto pra volta da minha coluna: As profissões da moda (que de glamourosa tem quase nada).

““

Vou começar pelo mais popular, o ESTILISTA que todo mundo sabe mais ou menos o que é e o que faz, é o profissional que cria a coleção de roupas de determinada marca, ou loja, ou grife.

Ele pode seguir um conceito (como Noite, Balada, Sensualidade, Básico) ou seguir um tema (Amazônia, Paris, Viagens) ou ainda seguir somente as tendências. E desfazendo um mito, estilista não precisa ser desenhista, inclusive nem precisa desenhar muito bem, contanto que se faça entender.

““

Normalmente, o estilista está em conjunto com um PESQUISADOR DE MODA, que é a pessoa que viaja e coleta informações de tendências e movimentos que estão surgindo e despontando no mundo, e às vezes em seu próprio quintal. Depois disso desenvolvido, vem a MODELAGEM, que é uma carreira que paga muito bem devido a escassês de bons profissionais no mercado. A MODELISTA, passa a roupa do bidimensional (no papel) para o tridimensional, criando o molde e graduando o mesmo (aumentando e diminuindo os tamanhos a partir de um molde do tamanho padrão da empresa). Aí, um CORTADOR, vai fazer um risco (espalhar as partes da modelagem da roupa) no enfesto (sobreposição de camadas de tecido para corte) para cortar as partes da roupa e entregar a uma PILOTISTA, que é a costureira que fica responsável pelas peças pilotos (peça que será a guia para a produção daquela referência)

““
 
 
““

As COSTUREIRAS, são as profissionais que costuram a roupa e assim, as transformam para que consigamos vesti-las.

O COMPRADOR, determina como será o produto, isto é, compra os insumos (tecidos e aviamentos), escolhe os fornecedores (de tecido e de construção da peça) e coloca os pedidos na rua para os fornecedores desenvolverem (costurarem, estamparem, bordarem).

CONSULTORES DE MODA E ESTILO, uma das minhas funções na vida, são aqueles que você chama em casa e te explicam como usar a moda e o estilo a seu favor. Até pouco tempo, era normal somente para pessoas ricas e pessoas públicas, mas hoje é mais acessível, e inclusive dão palestras em empresas. A consultoria pode ser para um evento, como um casamento ou para uma repaginada total no guarda roupa da pessoa. É a função do Arlindo Grund, do esquadrão da moda, por exemplo.

““
 
 
““

Os PRODUTORES DE MODA desenvolvem campanhas de marketing para revistas, e também desenvolvem eventos publicitários, anúncios, etc. Selecionam o casting, os fotógrafos, as modelos, os cabeleireiros e os maquiadores. Procuram locações e também, selecionam roupas para produções de campanhas. Os produtores que trabalham com desfiles, coordenam tudo relacionado a tal, com uma grande equipe com técnicos, fotógrafos, maquiadores, cabelereiros, iluminação, música.

““

CABELEIREIROS e MAQUIADORES trabalham juntos com a equipe de produção do desfile para desenvolver o conceito criado pelo produtor e/ou estilista. E os FOTÓGRAFOS, são aqueles que capturam em imagens as concepções que orientam uma seleção de roupas para uma reportagem de moda ou desfile, catálogo, etc.

““

Tem as MODELOS, e dentre elas tem várias categorias como, as modelos de passarela (Gisele Bundchen, Naomi Campbell, Carol Trentini), as modelos fotográficas (que costumeiramente são mais baixinhas do que as de passarela) – essas exibem as roupas da coleção e outros produtos para revistas, em passarelas, em catálogos, já as MODELOS DE PROVA – provam as peças pilotos das marcas para saber se e quais precisam de modificações. Para uma carreira de sucesso um bom AGENTE é fundamental, eles cuidam da carreira das modelos. É uma área bastante limitida a indicações, e a você ser um bom BOOKER.

O FIGURINISTA, que é uma das áreas que eu mais adoro na moda, desenvolve o guarda-roupa dos personagens do projeto em que ele trabalha. Esses projetos podem ser peças, ballets, novelas, comerciais, filmes. De época ou contemporâneos, depende da intenção do autor. Trabalha junto com os CENÓGRAFOS, que criam o estilo do ambiente, como a casa do personagem principal. Ambos, respondem ao DIRETOR DE ARTE, que desenvolve o conceito do trabalho.

““

O JORNALISTA DE MODA, que é o que eu faço aqui, pode escrever colunas, desenvolver conteúdo para sites de moda, escrever reportagens, trabalhar em revistas, jornais, trabalhar também como EDITOR DE MODA, que é a pessoa que coordena o que vai ter em uma revista de moda como Vogue, Estilo, Elle, etc.

Mais ou menos no final da cadeia produtiva entram as VENDEDORAS, VITRINISTAS e os profissionais do VISUAL MERCHANDISING. Um estudo de MARKETING (que também é uma das carreiras da moda), diz que se você tiver uma boa impressão ou tratamento em um serviço ou produto você conta para uns 6 amigos, que contam para mais 6 amigos. No entanto, se você tiver uma má impressão ou um mal tratamento você conta para em torno de 30 pessoas. E essa teoria se exarcebou com as redes socais, porque você não conta somente para seus amigos, você conta pra quem quiser ler.

As lojas e marcas mais sofisticadas estão dando um novo status à vendedora, elas treinam as moças e rapazes para serem não somente uma ponte entre a roupa e o cliente, mas sim, ser amigos do cliente, e também a se comportarem como consultoras de moda. Quando o cliente vai embora satisfeito com a sua compra, ele volta e compra mais. E trás mais clientes com ele.

O Vitrinista, é aquele que desenvolve a partir de um calendário de eventos, as vitrinas das lojas. Por exemplo, após o dia das crianças, em Outubro ainda, começam a circular comerciais de natal e algumas vitrinas já entram no clima de dezembro. Dia 25 de dezembro, as vitrinas já são trocadas para as festas de final de ano. E no dia 01 de janeiro, para o começo do ano e a volta às aulas.

““

O visual merchandiser é o profissional que harmoniza a vitrine com o interior da loja, que cuida da iluminação e disposição dos objetos que estão na loja, como displays, manequins, araras e prateleiras. Normalmente, o profissional de VM já era profissional da vitrina.

Então, essas são as carreiras mais populares, existem várias outras, a moda é um campo vastíssimo, ainda dá pra trabalhar desenvolvendo estampas, com tecidos, e além disso é um campo muito versátil porque com diversas formações dá pra trabalhar com moda, jornalismo, marketing, engenharia, todas podem se adequar a moda. Espero que meu texto tenha ajudado a tirar dúvidas de carreira, e também ajudado a quebrar alguns mitos que circulam por aí.

É bom demais estar de volta!

Até domingo que vem!

XOXO

Rebeca Garbino

Quer falar com a Rebeca Garbino? Envie um email para modanatijuca@natijuca.com.

Becky GarbinoBecky Garbino, 27 anos, é Estilista, Consultora de Moda e Beleza, Vitrinista e Maquiadora. Nasceu no interior de SP, e morou a vida toda na Zona Sul do Rio. Se mudou há três anos para a Tijuca, bairro que se apaixonou e não pensa mais em sair. É representante dos cosméticos Eudora pelo puro prazer que as cores lhe trazem na vida. Está bastante empolgada em escrever essa coluna para o NaTijuca.

Veja essa e outras matérias no Caderno Moda NaTijuca