Na quarta parte do Dossiê Plus Size, vamos falar do sonho de quase toda mulher, o dia do seu casamento.

Ooi pessoal,

Infelizmente estamos na última parte do seu, do meu, do nosso Dossiê Plus Size, e o tema de hoje é super especial. Não vou dizer que toda mulher sonha em casar, porque não é verdade. Mas, uma boa parte sonha, e o mais importante, quer estar bonita em seu casamento.

A maioria dos vestidos de noiva tem bastante volume, com tecidos pesados e encorpados, e bordados que adicionam mais volume, portanto devemos tomar alguns cuidados na escolha desta peça para este dia tão especial.

Valorizar seus pontos fortes é essencial, portanto, se seus seios não são no lugar, ou não são pequenos, o tomara que caia não é indicado. No entanto se o vestido tiver uma boa estrutura e sustentar o peso dos seios, poderá ser utilizado. Peguei algumas fotos de vestidos interessantes, e vou analisar alguns pontos positivos e negativos em cada uma delas, vamos lá?!

Nesta primeira foto, é um tomara que caia bem estruturado, no entanto, ele tem pregas no busto o que cria uma ilusão de ótica deixando o busto maior, sendo bom para mulheres com pouco peito. O bordado abaixo do busto e o tecido plissado na altura da barriga, aumentam essa área fazendo a barriga saliente parecer mais saliente, mas o formato do corpo do vestido cria uma cintura o que é bastante importante. Não gosto do formato da saia, especialmente da altura em que ela começa e das pregas, elas aumentam o quadril e não deixam o vestido com um caimento que valorize o corpo.

Deste da segunda foto, já gosto mais, o formato dele lembra uma cauda de sereia, e deixa o corpo bastante feminino com lindas curvas. Os bordados são delicados, e o fato do vestido ser inteiro (sem recortes) ajuda a criar um corpo mais longilíneo e esguio. A estrutura do corpo do vestido segura a barriga e ajuda a sustentar os seios.

De longe o vestido que mais gostei. Acho o decote super romântico, o bordado abaixo do busto que não chega na lateral do vestido ajuda a criar uma ilusão de cintura fina, a saia evasê de renda sem recortes horizontais ajuda a deixar o corpo mais esguio. A manga disfarça os braços mais salientes, dá pra usar um sutiã confortável, e veste muito bem quem é mais gordinha.

No mais, gosto muito de decotes V, frente única, detalhes em renda como o vestido da princesa Kate - que a propósito ficaria exuberante numa gordinha, são detalhes que devem ser levados em consideração.

Para vestidos curtos, em casamentos diurnos e menos formais, escolhi também 03 para analisar, no entanto, as análises se complementam, portanto é bem interessante misturar as características que vocês mais curtem nos vestidos com o seu estilo, mas, lembrem-se com parcimônia, se você gosta de bastante brilho nos bordados, quem sabe é melhor diminuir a quantidade de renda, se você gosta de renda, dispense o brilho em demasia, menos é sempre mais. Chame a atenção porque você está deslumbrante não porque seu vestido tem 800 cristais, mais renda guipurre, é espartilhado, tem calda de 30m, etc etc. Vejam como foi com o vestido da Preta Gil.

Enfim, voltando aos curtos:

As duas coisas que eu mais gostei deste vestido foram a renda e o tom do vestido, ele é nude, não é branco, e gosto muito desta cor em vestidos de noiva, porque acredito que valoriza mais a pele da brasileira do que o branco, que acaba por vezes apagando a noiva e sobressaindo mais, especialmente quando ela é muito branquinha. Ele valoriza as curvas e ajuda a disfarçar os braços. Além de ser bastante romântico.

Este lembra o anterior, no entanto ele é mais sério, e mais sensual que o anterior, e o pequeno chapéu valoriza bastante coques baixos. O decote ombro a ombro chama a atenção para o pescoço e o colo tirando os olhares da barriga. É um vestido lindo, e tem bastante personalidade.

Inspiração grega, gosto muito, valoriza o corpo, deixa longilíneo, e fica sensual com o ombro a mostra. É uma sensualidade permitida para o dia do casamento. Só trocaria a sandália por um sapato peep toe sem tirinhas cortando o pé, para deixar as pernas mais compridas.

Até a próxima coluna,

XOXO

Rebeca Garbino

Quer falar com a Rebeca Garbino? Envie um email para modanatijuca@natijuca.com.

Becky GarbinoBecky Garbino, 27 anos, é Estilista, Consultora de Moda e Beleza, Vitrinista e Maquiadora. Nasceu no interior de SP, e morou a vida toda na Zona Sul do Rio. Se mudou há três anos para a Tijuca, bairro que se apaixonou e não pensa mais em sair. É representante dos cosméticos Eudora pelo puro prazer que as cores lhe trazem na vida. Está bastante empolgada em escrever essa coluna para o NaTijuca.

Veja essa e outras matérias no Caderno Moda NaTijuca